quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Manifesto da Juventude!






A violência que sentimos é o abandono da prefeitura, o preconceito das empresas privadas e o não reconhecimento dos vereadores e das demais instituições.

Carta aberta a Audiência Publica Juventude x Violência 04 de Novembro de 2009

Boa noite, somos o SHIVA (Serviço Humanitário Informação Vida e Arte) vimos através dessa carta expor a VIOLÊNCIA vivida pelo coletivo desde sua criação, para isso é importante que você saiba, onde o SHIVA foi criado. |Pois bem, o SHIVA nasceu no prédio da Biblioteca Municipal de Colatina, no dia 31 de julho de 2008, sob os olhos do Secretário de Cultura, Dimas Deptuski e com a participação do Presidente do Conselho de Cultura, Valbert Vago, com a idéia de estar promovendo e incentivando atividades em diversas áreas como teatro, audiovisual, música, artesanato, radiodifusão e quaisquer outras de teor cultural e social. A promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, inclusive produzir, publicar, distribuir e divulgar livros, revistas, filmes, fotos, exposições entre outros que pode ser observado em nosso estatuto. De lá para cá, o SHIVA desenvolveu diversas atividades, o Concurso da Beleza Negra, em parceria com o CECUM, a Semana da Consciência Negra, em parceria com o FEJUNES, e participamos da Marcha Contra o Extermínio da Juventude Negra, em Vitória. Em defesa do município fomos contrario ao Aumento dos Salários dos Vereadores, informando a medida, participando de varias plenárias e por fim com um Ato na câmara; no inicio do ano fundamos o primeiro Cine Clube da cidade, o CININA (Cine Clube Independente Aberto). Mais uma vez na biblioteca e aos mesmos olhos iniciais. Em março, participamos do FEMENINA (Festival de meninas e mulheres artistas do Espírito Santo) em Vila Velha, e organizamos uma exibição com o Filme Mulheres do Brasil em comemoração ao dia Internacional da mulher em parceria com com SISPMC e SINTVEST; junto ao SINDBANCARIOS e solidário a causa da venda de um dos maiores patrimônios do estado o BANESTES, participamos do Plebiscito Popular. Já em abril, organizamos o FESTIVAL MOSTRA A CARA (Mostra de Culturas Alternativas) que traz diferentes estilos e culturas para a cidade. No mês de maio, em parceria com o Serviço de Enfrentamento á Violência, ao Abuso e a Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes e o Conselho Tutelar Central realizamos a exibição do filme Anjos do Sol seguida de debate. Também nos manifestamos em um Fora Sarney, realizado na câmara municipal e demais conferencias sobre Direitos Humanos, de Promoção da Igualdade Racial realizada na cidade e estivemos presentes no FSM (Fórum Social Mundial) realizado em Belém PA discutindo a crise da civilização da humanidade.

Já na metade do ano, a idéia de ter um espaço onde pudéssemos unir varias atividades reacende, chegamos a conclusão que o nosso papel teria mais importância na vida dos jovens quando os jovem pudessem gerir o seu próprio espaço, Foi quando criamos a GARAGEM CULTURAL e dentro desses 05 meses demos oportunidade a 46 bandas de varias cidades do estado dos mais variados estilos, com os projetos, Raízes Capixaba, Garagem Du Rock, e Só Misturando Pra Ver O que Vai Dar, nesse mesmo espaço todas as Quartas feiras, exibimos 20 Filmes/Documentários, entre nacionais e estrangeiros. Durante o mês de Setembro, realizamos Oficinas de Malabares. Em outubro, realizamos o Dia Das Crianças com cinema, pipoca, e cama elástica, e cantigas de pula corda. E também realizamos a Oficina do Teatro do oprimido, da qual nasceu um grupo que ensaia todos os Sábados e Domingos no espaço, e que se apresentara no festival municipal de teatro que será realizado em novembro. E é importante lembrar que este mês também firmamos a parceria com professores e alunos do 1º ano da escola NÉA MONTEIRO COSTA onde faremos um passeio Sócio Ambiental e de Turismo Ecológico nos mangues dos litorais de Itaúnas e Nova Almeida com o projeto Veja a Natureza Com Outros Olhos, e ainda em novembro, nos preparamos para a etapa estadual da CONUBES (Congresso Nacional da União Nacional Dos Estudantes Secundaristas), que acontece em Vitória.








Só que em novembro, no mês que se comemora o dia nacional da juventude, não temos o que comemorar, com a programação montada, a GARAGEM CULTURAL fecha as portas, e quem perde é a juventude, sem reconhecimento, apoio e ignorados, não tivemos condições para manter o espaço, Por falta de recursos financeiros, de apoio e de incentivo das autoridades e da iniciativa privada, encerrando assim as atividades voltadas para toda a cidade, e impossibilitando outros projetos saírem do papel.

O que mais querem que agente faça para sermos reconhecido como protagonista?

Mais independente de tudo, seguiremos representando a juventude, como um coletivo que se apresenta como um grupo de propostas autônomas, culturais, ambientais e de lutas, nasce mais um movimento social! Um movimento de pessoas com mentes abertas que já não querem mais ficar de braços cruzados, insatisfeitos com vários acontecimentos e que acreditam que o atual cenário pode e deve ser mudado, e sabe que os caminhos para uma sociedade mais justas e igualitária só ira acontecer através do crescimento cultural e intelectual, individual ou coletivo de uma sociedade,. Somados a questão ambiental que já não pode ser mais ignorada.




Desatentos, inadvertidos, descuidados, divertidos, alheios, abstraídos, desviados, desencaminhados, extraviados, esquecidos... Venceremos mesmo assim!!
(Paulo Leminski)



É preciso não ter medo, é preciso ter coragem de dizer...
Hoje. 40 anos da morte de Carlos Mariguella




Violência maior é ser ignorado!


Participe!! HOJE as 19:00h na CÂMARA DOS VEREADORES

2 comentários:

  1. quebramo tudo é isso ai agente ta de parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  2. fico muito Foda o novo blog do SHIVA

    ResponderExcluir