sexta-feira, 17 de setembro de 2010

MANIFESTO A FAVOR DA JUVENTUDE COLATINENSE





A gente não quer só comida
A gente quer comida diversão e arte
A gente não quer só comida

A gente quer saída

Para qualquer parte...


A juventude é um setor social. Caracteriza-se como um momento de confirmação de valores apreendidos na família, na escola e na vida, de ampliação dos círculos sociais e de um progressivo processo de assimilação de tarefas e responsabilidades próprias da vida adulta. É um processo fundamental na formação cidadã, bem como um período de integração da pessoa à sociedade. A escolha da profissão, a entrada no mercado de trabalho, as primeiras experiências sexuais, dentre outros são expressões dessa condição. A promessa de garantir uma formação plena a todos os indivíduos nos interessa na medida em que confere direitos às pessoas, amplia e qualifica sua relação com o mundo e a sociedade e contribui na direção da formação de uma humanidade mais livre e consciente de si mesma, onde os indivíduos possam exercer a totalidade de suas capacidades.

Colatina cada vez mais perde seu potencial jovem, ora pela marginalidade, ora pela falta de oportunidade acarretando em migrações para outras localidades. A cidade que já foi a capital cultural da região norte, hoje desmorona pela falta de políticas públicas eficientes para a juventude, políticas essas que devem se fincar na melhor qualidade de vida não só da juventude, mas também de toda a família colatinense.

Não aceitamos essa idéia do futuro, nem nos contentamos com um passado glorioso, queremos viver o hoje, queremos que a juventude construa um futuro no presente não se contentando com um passado olhando fotos empoeiradas de um passado distante.

Neste manifesto apresentamos uma série de bandeiras nas quais os candidatos da cidade ao assinarem se comprometem a lutar pelas mesmas, manifestando acima de tudo amor pela riqueza maior de Colatina: sua gente!

1. Apoiar a Criação de novas oficinas do Teatro do Oprimido: Criado por Augusto Boal, o Teatro do Oprimido busca sempre lutar contra todas as formas de opressão, desenvolvendo na sua luta a favor dos explorados e oprimidos, um teatro de cunho político, libertário e transformador, cuja concepção metodológica do projeto era inspirada na pedagogia do oprimido de Paulo Freire.

2. Apoiar a realização do Festival Mostra Cara ( Mostra de Culturas Alternativas ) o Festival é um espaço para novos artistas capixabas, visa a criação de um dia de lazer, informação, esporte, cidadania, educação e entretenimento com diferentes seguimentos da cultura, estarão presentes no evento, artista de diferentes seguimentos, Musica, Moda, Fotografia, Cinema, Teatro, Artesãos, Malabaristas, Poesia, Estandes de Tattoo’s, Slack Line, Escalada, Campeonato de Skate e Roda de debates.

3. Apoiar a criação de cineclubes. O cinema, com o seu aparato tecnológico apropriado para documentar, encenar e narrar histórias, construiu uma nova maneira de olhar para o mundo, este projeto tem o propósito de estar educando com a linguagem cinematográfica através de bons filmes que retratem essencialmente valores como cidadania, tolerância, justiça e solidariedade.

4. Fortalecer o Cenario Rock, Colatina é uma cidade referência da cultura rock no estado, a cidade passou por um hiato de shows e festivais, e hoje tem uma radio dedicada inteiramente ao estilo e possui até um documentário produzido, mas o cenário hoje passa por dificuldades a cada dia, devido à falta de apoio, por isso deve ter um olhar especial voltado ao estilo, o Rock exalta os valores da liberdade.

5. Fortalecer a cultura carnavalesca da cidade, A cultura do samba em Colatina é explicita!! A cada morro que se suba nessa cidade, você encontra protagonistas, há tempos atrás, Colatina esteve entre os cinco carnavais mais bonitos do país, e merece investimentos diretos para o fortalecimento desse seguimento.

6. Criar Programas de Turismo para fortalecer a cultura capixaba que nós mesmos não conhecemos, criar mecanismos de intercâmbios com as secretarias, prefeituras, entidades que trabalham com a questão, com apresentação de suas respectivas cidades, apresentando as belezas de nossos estados

7. Resgatar e apoiar o projeto de Brasilian Jiu-Jitsu do Bairro Honório Fraga que há tempos atende os bairros Novo Horizonte, São Marcos e Martinelli que se arrasta pela força de vontade dos apaixonados pela arte, que é legitimamente brasileira.

8. Ampliação e Reforma da pista de skate do centro: O Skate é um esporte que agrega os valores da União e Amizade, onde não existe revanchismo. Há tempos o esporte resiste na cidade, e a cada dia que passa a modalidade cresce na cidade e está entre os dez esportes mais praticados do país.

9. Dialogar com o A&J Doce - Movimento de Água e juventude pelo rio Doce: Criado em 10 de abril de 2010, em Ipatinga, Minas Gerais, O movimento A&J pelo Doce tem em seus principais objetivos, Fortalecer as lideranças jovens do Doce, visando uma efetiva atuaçăo na bacia do rio Doce . Permitir troca de experiências entre os jovens e divulgar o Plano integrado de Recursos Hídricos da Bacia do rio Doce.

10. Criar ações de fiscalização e cumprimento de leis sobre o direito de Liberdade de Expressão. O tema “Censura” a cada dia que passa cresce em nosso país, nossa cidade foi por duas vezes palco desse atraso democrático e tem que ter um comprometimento das autoridades que são representante do povo.

11. Apoiar e Dialogar com as esferas municipais e Estaduais apoio e formação técnica das equipe que estão a frente das questões LGBT, e junto as entidades responsáveis, diagnosticar as demandas e as dificuldades enfrentadas pelo seguimento.

12. Apoiar reformas no acesso a internet de banda larga, ampliando o direito a informação. Em primeiríssimo lugar, a desoneração fiscal. lutando para diminuição da carga tributária sobre os produtos das telecomunicações. Enquanto no mundo inteiro a carga tributária sobre as telecomunicações está mediamente em torno de 17%, no Brasil temos valores da ordem de 45%. Outros países do grupo BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), só para ficarmos em comparações semelhantes, têm cargas de: Rússia, 18%, Índia, 12%, China (um caso à parte), menos de 5%.

13. Apoiar e Criar projetos que fomente a criação de grêmios escolares nas redes estaduais e federais, Debater com as esferas municipais questão do limite de recarga e do horário de utilização e data de recarga do passe escolar. Aqui em Colatina, o Horário de utilização do cartão de passe escolar é limitado ao horário que o aluno deveria estar em sala de aula, sem falar que o cartão também limita a data de recarga e o valor que você pode abastecer seu cartão. Em nosso entendimento a educação não se limita só a caneta e papel e o passe escolar é uma conquista dos alunos e dos jovens que estão começando a enxergar um novo mundo.

14. Desenvolver e apoiar ações preventivas contra o uso do crack, contra doenças sexualmente transmissíveis, e medidas que apóiem as entidades e famílias vitimas desse mal.

15. Apoiar e manifestar defesa ao PIDESC ( Pacto Internacional dos Direitos econômicos, Sociais e Culturais ) que foi construído pela Sociedade Civil Organizada, porque entendemos que é um instrumento importante no monitoramento dos compromissos assumido pelo Brasil no campo dos Direitos Humanos, onde o mesmo é siguinatario de vários pactos e convenções e por conseqüência está submetido as regras de monitoramento e investimento.

16. Apoiar e Proporcionar discussão mais ampla que tratem o assunto do desemprego, O indivíduo desempregado percebe a realidade que se alterou e inicia um processo de abandono das referências, dando início a existência de um ciclo que vai do choque, passando pela depressão e podendo conduzir ou não à adaptação. Por que lá em casa mesmo quando não tinha trabalho, só tinha trabalhador”

Não precisamos viver numa Colatina dividida, entre poucas pessoas que tem acesso a assistência saúde privada, e milhares de pessoas que não tem ao menos o atendimento básico do programa de saúde da família. Dividida entre poucas mães que tem vaga na creche, e muitas que não tem! Entre o jovem que tem carro e vive com medo do assalto e o jovem que vive nas ruas vitima do crack. Colatina é um só! Mesmo dividida pelas Águas do Rio Doce ela é única, e é obra de todos!

A juventude segue a sua luta por uma Colatina no rumo do desenvolvimento sustentável, que se finque no respeito aos idosos, na oportunidade dos adultos e na impressão de valores a juventude.

- SHIVA – Serviço Humanitário Informação Vida e Arte -

Fundada em 10 de julho de 2008 Registro geral: 1.508 Cartório Moacir Dalla

www.shivainforma.blogspot.com - ongshiva@gmail.com

Um comentário:

  1. Isso aew,belo post!!!! Boto fé que dê certo tudo isso. Abraço

    ResponderExcluir